quinta-feira, abril 09, 2009

O Prefácio

O prefácio do livro das tuas memorias
Que um dia irei escrever
Foi o que prometi
Um dia

Um dia
Partilhas as tuas historias
Com esse excelente humor característico teu
Contas a todos as experiências vividas, as memorias

Eu sei que em algumas eu sou o papel principal
Da peça que me descreves como tal
É bom saber, é ser especial
Um dia

Um dia
Poderei dizer que partilhei algumas delas
Muitas únicas, singulares e divertidas, singelas
Ingénuas, sensuais, atrevidas, apaixonantes como todas elas

Características tuas, devo e tenho de reconhecer
Não posso dizer, de outra forma escrever
O temos de fazer
Um dia

Um dia
Dirás que não tens a alma trocada
Apenas neste momento está desencontrada
Entre os diferentes espaços onde nos encontramos desesperados

A vida é fácil, o caminho é que é difícil, dá para perceber
Mas...Temos de continuar...O que há a fazer ?
É o que há, tem de ser
Um dia 

Um dia
Encontramos a nossa solução
Reavaliaremos com muito carinho toda a situação
E poderemos rir, chorar e viver sem a nossa intensa solidão

O mais importante nesta vida, é estarmos vivos e viver 
É poder e conseguir ter a capacidade de nos apaixonar 
Por tudo, por todos, aconteça o que acontecer
Um dia

Um dia
Escrevo o prefácio do teu livro
Escrevo o prefácio do teu livro de memorias...
Um dia ... Se o escreveres !!!


JustMe

9 comentários:

  1. um dia lá longe
    irei ter como recordação
    esse
    prefácio de
    memórias
    que o tempo
    não apaga.
    Fica a grata recordação
    de que
    a vida é um circuito fechado
    tem um princípio
    um meio (que não sabemos)
    e um fim (que prevemos no futuro)
    pode ser daqui a pouco
    a seguir a este instante.
    Pode ser qua ao me leres
    eu não exista
    neste tempo condicionado
    em que um prefácio
    é uma grata recordação
    de passagem pela vida de uns
    e outros
    de encontros
    reencontros
    aspirações
    ou simplesmente
    de encontros sonhados
    não realizados
    em que o abismo do tempo
    levou
    ao sabor de uma brisa
    para o local ainda não encontrado
    para que eu
    pudesse ter participado
    nesse prefácio.

    ResponderEliminar
  2. Que prazer eu tive em ler-te...
    Adorei.. amei... "O mais importante nesta vida, é estarmos vivos e viver
    É poder e conseguir ter a capacidade de nos apaixonar" Parabéns!!!

    beijos e beijos de feliz e boa Páscoa

    Desejos da rosa amiga
    Iana!!!

    ResponderEliminar
  3. Um dia...porque não hoje?

    Um abraço,
    Carlos

    ResponderEliminar
  4. Páscoa é tempo de meditar, de buscar,
    de agradecer, de plantar a paz.

    Tempo de oração!!!

    Tempo de abrir os braços, de abrir as mãos
    e de ser mais irmão.

    Tempo de recomeçar!

    Tempo de concessão, de compromisso,
    de salvação. Tempo de perdão.

    Tempo de libertar, de libertação,
    de passagem, de passar...

    Para onde?
    Para a luz, para o amor, para a vida que é eterna!

    É Tempo de Ressurreição!

    Muitas bençãos para você e sua família!

    Feliz páscoa!!

    Beijossssssss em seu coração

    ResponderEliminar
  5. Selinho para ti no meu blog.

    Beijinhos

    MV

    ResponderEliminar
  6. «…Um dia
    Escrevo o prefácio do teu livro
    Escrevo o prefácio do teu livro de memorias...
    Um dia ... Se o escreveres !!!»


    Gostei!
    Desejo que escrevam, o livro de memórias e o prefácio!

    Abraços poema,

    jhs

    ResponderEliminar
  7. Escrever um prefácio de um livro é uma honra; é de uma certa forma, ficar ligado a ele...
    Se se é além do mais, personagem principal, escreve-o desde já e o livro surgirá decerto...
    Abraço.

    ResponderEliminar

Abraço-Te