quarta-feira, março 10, 2010

Abraço-te

Quantas vezes em ti escrevo
Não sei ao certo que idade tens
Pensar nisso… não me atrevo
Apenas uso-te sem desdém

Desabafo sem piedade
Escrevo por vezes com saudade
Do que pode ter sido na realidade
Os meus sentimentos de verdade

És as folhas perdidas na minha memória
Da grandiosa arvore que em mim cresce
Abraço-te aqui e agora sem historia
Em mim a primavera floresce

É difícil quantificar o meu Amar-te
És o meu passado, presente e futuro
Escrevo e tento sempre Abraçar-te
Tudo em mim por ti é muito puro

Desejo-te muitos anos de vida
Dois já passaram com muitas alegrias
Relembro o meu pontapé de saída
Abraço-te todos os Dias


                               Abraço-te…
                               Com Vontade, Com força...Alegria e saudade.
                              
                               Abraço-te...
                               Feliz, Contente, Penso...Cada abraço é diferente.
                              
                               Abraço-te...
                               De odio, De amor, De raiva...E de dor.
                               
                               Abraço-te...
                               Sem perceber, Sem saber...Sem te ver.
                              
                               Abraço-te...
                               No pensamento, Onde estiveres...A passar.
                      
                               Abraço-te...
                               Na esquina, Na rua, Na praça...E tu ficas sem graça.
                      
                               Abraço-te...
                               No meu sonho, Com sentimento...No Momento.
                      
                               Abraço-te...
                               Sem sonhar, Aqui e agora...Ou quando chegar a HORA
                              
                               Abraço-te
                                   Março 2008


Abraço-te

5 comentários:

  1. Meu amigo
    Lindo e sentido poema, cheio de sentimentos...adorei.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. É totalmente verdade, cada abraço é realmente tem um sabor diferente!...

    ResponderEliminar
  3. .

    . oh miúdo, dá cá um ! abraço .

    . :))) .

    . .a.d.o.r.o.-.t.e. .

    . e saio . rendido .

    .

    . paulo .

    .

    ResponderEliminar
  4. e a historia de Alice, lá continua....
    no
    ... continuando assim...

    mais logo, um novo capítulo

    um obrigada a quem segue (porque só vale a pena assim).

    Um especial convite, para quem ainda não mergulhou naquela história.
    ...é só uma história, apenas isso.

    obrigada
    e até logo
    Bj
    teresa

    ResponderEliminar

Abraço-Te