terça-feira, janeiro 27, 2009

Por Um Momento...

Por um Momento...
Por um Momento... Paro e respiro fundo
Por um Momento... Deixei de ser quem sou
Por um Momento... Não sei o que quero
Por um Momento... Deixei de sentir
Por um Momento... Deixei-me envolver pela solidão
Por um Momento... Capaz de tudo, e sem vontade para nada
Por um Momento... Desisti de lutar, e lutar para quê ?!?
Por um momento... Desisti de viver, e viver para quê ?!?
Por um Momento... Esperei por ti
Por um Momento...


Por um Momento...
Respiras fundo, sabes quem és e o que sentes,
não te deixas envolver na solidão da luta que é viver
Por um Momento...

Peço-te ... Por um Momento
Releva a saída, a fuga deste despropositado, inaceitável momento único e singular
A fuga deste Momento único, despropositado, inaceitável e singular
Inaceitável momento único e singular
Único Momento... Por um Momento




Paro e respiro fundo
Deixei de ser quem sou
Não sei o que quero
Deixei de sentir
Deixei-me envolver pela solidão
Capaz de tudo, e sem vontade para nada
Desisti de lutar, e lutar para quê ?!?
Desisti de viver, e viver para quê ?!?
Esperei por ti

Por um Momento...

JustMe

11 comentários:

  1. Olá bom dia!

    Passei para agradecer o belo comentário e pela visita ao meu blogue…
    É sempre bom estar aqui e ler o que escreve…
    Um resto de uma boa semana, inundada de paz.

    Há dias…
    Em que acordamos chuvosos
    Ensopados em saudades choradas
    Sentimentais, românticos
    Emotivos, fantasiosos…
    Amarrados em manhãs geladas

    O eterno abraço…

    ResponderEliminar
  2. Por um momento somos TUDO e somos NADA. O que sou neste momento, deixo de o ser no outro. É uma constante da nossa vida, que ora nos dá jeito, ora não.

    Muito bonito, não por um momento, mas para sempre.

    Um beijinho


    MV

    ResponderEliminar
  3. Antes de mais tens um videoclip excelente para condizer com o teu texto.

    Por um momento podemos fazer muita coisa, e por vários?

    Por um momento pensei nisso.

    *Hugs n' smiles*
    Carlos

    ResponderEliminar
  4. Estar aqui presente
    Sempre com palavras
    Luzentes brilhantes…
    É como flutuar
    Em águas calmas
    E no fundo ver diamantes

    Um bom fim-de-semana
    Inundado de paz…

    O eterno abraço…

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pela visita ao meu cantinho , este post ficou ***** tudo a condizer é um cantinho por onde eu vou passar , parabéns ..

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. esperar....
    simplesmente esperar...e o tempo, espaço de medida universal, pode ser um desperdício, em não se partir para novas descobertas, seguir a intuição ou deixar-se ir pela brisa do vento, voar e encontrar-te no meu caminho...e encontrar-te novamente quem sabe...
    O Universo é infinito, como são infinitas as tuas recordações que deixaste no tecido dos lençõis que ainda sabem ao teu cheiro de suor de noites passadas em sintonia de Amor.
    Agora que partiste resta-me apenas sobre o teu cheiro esperar, simplesmente esperar enquanto a brisa entra pela janela, lugar onde te vi pela última vez quando te despedias enviando um beijo...de despedida...

    Palavras, leva-as o vento...

    ResponderEliminar
  7. Estive a ler um pouco de seus textos são bons tenho que dizer apesar de não ser do tipo de leitura que mais me cativa mas tenho olhos na cara para os ver e lhe dar valor.

    Quanto ao seu comentário no meu blog dizendo que o poeta não sonha, desculpe mas não posso concordar ou não pecebi bem pois ser poeta para mim é assim:

    È dar cordas à imaginação
    E iludir com palavras a verdade
    Trocá-las e com elas brincar
    Ser poeta é ter realidade

    E nã se pode ser poeta se não sonhar, mas claro ter os pés na terra.

    Abraços

    ResponderEliminar
  8. por un momento, senti toda tu tristeza
    saluditos

    ResponderEliminar
  9. ... e foi num momento assim que renasceu o poeta, não foi?
    Abraço.

    ResponderEliminar
  10. Num momento, por muitos momentos, tenta regressar e...viver.

    Bj

    ResponderEliminar

Abraço-Te